APOLÔNIO BRASIL, O CAMPEÃO DA ALEGRIA

Apolônio Brasil (Marco Nanini) foi um pianista cultuado nas noites boêmias do Rio de Janeiro nas décadas de 50 e 60, amado pelas mulheres e invejado e adorado pelos amigos e pelo público. Atendendo ao seu último desejo, seu cérebro foi retirado de seu corpo após sua morte.
Anos mais tarde, uma intensa disputa ocorre pelo cérebro de Apolônio envolvendo seus antigos amigos, o filho que nunca o conheceu e ainda um cientista americano, que deseja extrair dos neurônios de Apolônio o gene da alegria e, com ele, iniciar um lucrativo mercado internacional.

FICHA TÉCNICA

Longa-metragem Ficção 

Duração : 1h57m

Ano : 2003

Roteirista : História original de Hugo Carvana, Argumento de Joaquim Assis e Denise Bandeira
Direção de Fotografia: Nonato Estrela
Direção de Arte: José Joaquim Salles
Figurinos: Kika Lopes
Técnico de Som: José Moreau Louzeiro
Montagem: Diana Vasconcellos
Edição de Som: José Moreau Louzeiro
Trilha Sonora : David Tygel
Mixagem : Rodrigo Noronha
Co-produtores: Lucia Almeida Braga, Quanta e Labocine
Distribuição: Riofilme

* Prêmio Especial do Juri - FESTIVAL DE GRAMADO 2003

Elenco:

Marco Nanini (Apolônio Brasil)

José Lewgoy (Dr.Boris)

Louise Cardoso (Milu)

Antonio Pitanga (Toninho Coice)

Marcos Paulo (Antonio Paulo)

Sylvia Bandeira (Guiomar)

Alessandra Verney (Tânia)

Caio Junqueira (Apolônio Jovem)

Antônio Pedro (Zeca Peixoto)

Lu Grimaldi (Neném)

Totia Meireles (Perua)

Bruce Gomlevsky (Paluca)

Raul Serrador (Pedro X)

Paulo Junior (Pedro X – jovem)

Glória Portela (Miss Mary)

Hugo Carvana (mendigo)

Vera Holtz (mendiga)

Participações especiais: Adriana Garambone (vedete), Jonas Bloch, Anselmo Vasconcelos, Maria Gladys (“babalu”), Carlos Manga, Ruy Faria

Contact
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

Praia de Botafogo 210 sala 1008, Botafogo.

Cep: 22.250-040